domingo, 20 de março de 2011

Renascer do Amor - Michelle Reid

Título Original:
The Markonos Bride
Copyright © 2008 by Michelle Reid

Protagonistas:
Andreas Markonos e Louisa

Sinopse:


A ilha de Aristos guarda lembranças doces e amargas para Louisa. 

Lá, muito jovem, ela conheceu o deslumbrante playboy Andreas Markonos, com quem se casou ao descobrir que estava grávida. Mas uma tragédia obrigou-a a partir... 

Agora, anos depois, Andreas mal pode acreditar que sua mulher está em sua ilha novamente... E não consegue controlar o intenso desejo que o domina quando a vê... Andreas decide que precisa de uma esposa ao seu lado, e Louisa pode ser a pessoa certa para isso... se conseguirem se manter unidos pelo único vinculo que ainda têm em comum: o desejo.


Resenha:

Então, em se tratando de Michelle Reid, eu sou um tanto quanto supeita para falar, mas... esse livro é perfeito!
Para dizer a verdade, eu comecei meio descrente, pois a sinopse acima não me cativou muito, maaaas, como era da Michelle, era óbvio que eu iria dar um voto de confiança. E não me arrependi em absoluto! O livro é maravilhoso. Aquele jeitão muito macho do Andreas me cativou logo de cara.. na primeira página! Não teve como não se apaixonar.
Andreas e Louisa se conheceram ainda muito jovens na ilha onde a família dele, é praticamente a proprietária e na qual ela foi passar umas férias. Tiveram um romance e ela acabou engravidando. Óbvio que eles optaram por "fazer a coisa certa" e se casaram. Não preciso dizer que AS DUAS famílias torceram o nariz para esse casamento, mas...  
A vida não foi um mar de rosas para eles, mas o casamento durou, até que uma tragédia se abateu sobre os dois. A morte do filhinho deles com apenas dois aninhos. Gente, juro que quando li isso, meu coração se apertou. Então, eles não aguentam a pressão e se separam. Em boa parte por pressão das famílias.. Ela achando que ele a culpava pela morte da criança e ele achando que ela foi embora sem querer saber mais dele. Sempre tem que rolar um mal-entendidozinho báááásico, né? Se não, não tem graça. O livro se desenrola a partir do momento em que ele (que desde a morte do filho e da separação, raramente pisa na ilha) vai até a ilha atender um chamado dos pais e que ela também volta a ilha para visitar o túmulo do filho, já que está completando aniversário de morte dele. Eu sei dizer, que eles nunca mais tinham se encontrado e de repente eles se reencontram e é aquela explosão de sentimentos e hormônios maravilhosa que a gente adora ver, no caso ler.. kkkkkkkkk.. A química entre os dois é perfeita, a Michelle soube, como sempre, criar personagens que se combinam na medida certa. Fora os trechos fofos que me arrepiaram! Esse livro, eu RECOMENDÍSSIMOOOO, como diz uma amiga minha. Vale muito a pena ler! Aqui embaixo, vou postar um trecho, que sinceramente, me deixou com lágrima nos olhos.

Ponto Alto:

— Você vem freqüentemente aqui?
— Toda vez que visito a ilha — ele respondeu. Louisa acenou com a cabeça.
— Mas você pertence à ilha. - Não houve réplica para essa afirmação. Ele perten­cia àquele lugar. Ela, não.
Desviando os olhos em direção à imensidão do bri­lhante oceano azul até que eles começassem a doer, anunciou a ele a decisão com a qual se debatia há dias:
— Essa é a última vez que venho aqui.
— Não seja boba! — ele respondeu asperamente. — Como estou tentando lhe dizer, você não deve dar atenção às interferências da minha mãe.
— Entretanto ela está certa. É tempo de partir.
— Tempo — ele repetiu. — O que o tempo tem a ver com o que nós deixamos para trás aqui toda vez que partimos?
— Você sente isso também? Virando-se para encará-lo, Louisa soltou um suspiro dolorido quando se pegou olhando para um homem completamente diferente daquele que esperava en­contrar.
***
— Claro que sinto isso — ele disse rispidamente. — Você acha que sou feito de pedra?
— Sim! Louisa ouviu a própria resposta. No entanto, pior do que isso, ela finalmente sentiu o abismo profundo do qual a mãe dele havia falado. Finalmente viu por que Isabella queria que estivessem cara a cara. A simpló­ria garota inglesa e aquele poderoso homem grego pertenciam a classes tão diferentes que, se se encon­trassem pela primeira vez essa semana, Andreas não a olharia uma segunda vez! Com os braços cruzados firmemente na cintura, ela dirigiu o olhar para longe dele, mas não sem an­tes notar seu terno escuro bem talhado de tecido caro expondo sua riqueza e seu conforto e sofisticação ao vesti-lo. Observou também a camisa azul-clara que ficava tão bem e demonstrava que era bem dotado desde o nascimento. Como foi que ela não percebeu esse elegante homem se desenvolvendo dentro dele quando ainda estavam juntos?
— Como você pode pensar em deixar nosso filho?
— perguntou em tom ríspido. Louisa respirou fundo.
— Você não acabou de me dizer que ele não está aqui? — lembrou. — Você está certo — acrescentou.
— Nikos partiu há muito tempo. Vir aqui uma vez por ano para visitar o que na realidade é um santuário é uma coisa muito sem significado quando eu sei onde encontrá-lo quando preciso dele.
— Olhe para mim quando falar isso — respondeu Andreas tenso. — Olhe nos meus olhos e me diga no­vamente que esse lugar, essa ilha, esse pequeno túmu­lo lá adiante não significam mais nada para você!
A força da sua ira arregalou os olhos dela.


Classificação:


Photobucket

Um comentário:

Suelen Mattos disse...

Menina, acredita que eu tive esse livro nas mãos e não quis ler??? Tinha lido uns comentários negativos sobre ele e acabei dando o livro.... Agora me arrependi, rs...
Vou ver se ainda leio ele.... fiquei super curiosa depois de ler sua ótima resenha. E esse mocinho.... uiiii, parece ser um tudão, hehe!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...