sábado, 2 de abril de 2011

O Despertar do Desejo - Penny Jordan

Título Original:
The Italian´s Duke Wife
Copyright © 2006 by Penny Jordan

Protagonistas:
Lorenzo Nicollo d´Este e Jodie Oliver

Sinopse:


“ – Pagarei um milhão de libras para que você seja minha esposa por um ano. O casamento não será consumado...”
O aristocrata italiano Lorenzo, duque de Montesavro, precisa de uma esposa e a turista inglesa Jodie Oliver parece ser a candidata ideal para esse casamento de conveniência. A vulnerabilidade de Jodie é extremamente atraente. Mas quando Lorenzo desperta na moça um desejo que ela nem imaginava sentir, ele começa a se arrepender de não ter consumado o casamento...

Resenha:

Então... na minha humilde opinião, eu esperava mais de um romance da Penny. O livro é bom, a história tem potencial, mas ficou faltando alguma coisa. Tipo, acho q ficou faltando mostrar um pouco mais o ponto de vista do Lorenzo e quando finalmente começa a mostrar, parece que a gente perdeu alguma coisa. Sem contar que achei o final muito corrido e muito blergh! Um epílogo de um parágrafo é muito pouco para satisfazer a minha imaginação que voa longe! Outra coisa que também me irrita profundamente é essa coisa de o mocinho e a mocinha passarem o livro inteiro desistindo de chegar as vias de fato aos 45 do segundo tempo, se é que vcs me entendem! Meu Deus! Toda vez que a gente pensa: "Agora, vai", volta! Fica difícil pra mim, confesso. Uma coisa que não é muito a cara da Penny.. hahahaha.. já que a mocinha de "Amor Cigano" mal abre a porta para o mocinho, vendo ele pela primeira vez na vida, já descobre que ele é o amor da vida dela e na mesma hora vai as vias de fato.. Ainda me choco quando lembro disso.. muito inverossímil para o meu gosto hahaha.. 


Jodie é uma inglesinha magricela (descrição do Lorenzo) que foi rejeitada pelo noivo que preferiu se casar com a sua amiga. Detalhe: Jodie tem um problema na perna e é meio complexada com isso.Com o coração partido, ela decide aproveitar, sozinha, a viagem de lua-de-mel que já estava paga e vai para a Itália, onde numa estrada deserta, ela conhece Lorenzo que precisa urgentemente se casar para cumprir uma cláusula do testamento de sua avó. Ao se conhecerem, Lorenzo oferece um trato e ela acaba por aceitar. E é por aí que se desenvolve a história. Tem a viúva do primo dele, safada, no meio de tudo, mas prefiro deixar vcs mesmos tirarem suas conclusões. Créditos para o cartão de crédito do Lorenzo. E para a ajuda que ele dá as causas sociais. 

Pontos Altos:

Quando afastou-se dele, Lorenzo podia sentir a raiva percorrer-lhe. Ela o estava recusando? Essa... essa magricela, essa turista sem eira nem beira — uma mulher que tinha sido rejeitada publicamente pelo homem que tinha prometido se casar com ela... Será que não percebia o que ele lhe oferecia e a sorte que lhe caíra do céu? Casar com ele a transformaria instantaneamente de uma mulher rejeitada na esposa de alguém rico o suficiente para comprar o ex-noivo dela uma centena de milhares de vezes. Ela iria de pronto ser elevada a um patamar social com o qual a maioria das mulheres sonhava, seria cortejada pelos famosos e ricos e, se fosse inteligente o suficiente para capitalizar o que ele lhe daria quando o casa­mento terminasse, poderia encontrar um novo mari­do. Qualquer homem adoraria se casar com uma mu­lher que tivesse sido escolhida por um homem como ele. Tudo que tinha a fazer para transformar por com­pleto sua vida era concordar em ser sua esposa.
E, no entanto, em vez de reconhecer a boa sorte, ousava passar-lhe um sermão! Bem, não perdia nada. Não teria durado um dia, nem mesmo doze horas, de­pois que Caterina colocasse as garras nela e ele não era tolo de perder tempo com ela. Podia dirigir até a costa e encontrar uma dúzia de mulheres, em menos de uma hora, que agarrariam a oportunidade que ela tinha dispensado.

***

— Jodie! Lucy contou que tinha visto você à tarde na cidade.
O sorriso de Jodie desapareceu ao ver a mãe de John parada na frente dos dois.
Instintivamente, aproximou-se de Lorenzo. Ao perceber o olhar com que a mãe de John os examina­va, ergueu a cabeça e encarou-a.
— Espero que não estejamos aqui de penetras — disse calmamente. — Posso apresentar meu marido a você, Sheila?

— Seu marido? Lucy me contou, mas eu não... Meu Deus, que surpresa. — A mãe de John deu um sorrisinho histérico. — E nós aqui, preocupados, achando que você estava triste e com o coração partido.
— Minha mulher não demorou a perceber que tivera um namorico sem importância ao encontrar amor verdadeiro. — O sorriso de Lorenzo podia ter diluído um pouco do veneno de suas palavras, mas mesmo assim, Jodie olhou-o com reprovação e não ficou surpresa ao verificar a frieza de seus olhos.
— Bem, espero que vocês sejam muito felizes, senhor... — começou Sheila num tom de voz que demonstrava falsidade.
— Lorenzo Niccolo d'Este, Duque de Montesavro — apresentou-se Lorenzo com uma segurança fria indiferente.
— O senhor é duque? — perguntou Sheila, perdendo a voz.
Lorenzo inclinou a cabeça concordando e disse calmamente:
— Mas me chame de Lorenzo.
De repente Jodie começava a achar a situação muito divertida.
— E como está o vereador Higgings? — perguntou meiga, voltando-se para explicar a Lorenzo: — O pai de John é vereador municipal.
A mãe de John tinha, ela notou, começado a ficar numa tonalidade rosa que em nada lhe favorecia. Engraçado como começou a se lembrar de todas as ocasiões nas quais os pais de John tinham deixado claro que a consideravam inferior a eles.
E claro que estava se comportando muito mal, sa­bia, mas algumas vezes se comportar mal pode ser di­vertido!
— Essa é uma das vantagens de ter me casado com você e não com John — murmurou para Lorenzo quando se afastaram para que Sheila cumprimentasse os convidados que chegavam.
— Qual?
— Não ter sogra — disse sucinta.

Classificação:


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...