sábado, 16 de abril de 2011

A Intrusa - Violet Winspear

Título Original:
The Awakening of Alice
Copyright © 1978 by Violet Winspear

Protagonistas:
Stefan Kassandros e Alice Sheldon

Sinopse:

Disseram que viajar ia lhe fazer bem. Entretanto, durante a viagem para a Grécia, a cabeça de Alice parecia girar num tormento sem fim. Através da janela do avião, ela olhou para o céu, e teve a impressão de ver o rosto bonito e amedrontado de sua irmã mais nova. - Ele vai me matar! - A voz sedutora de Berta tinha um tom de medo. - Nenhuma garota promete se casar com ele e depois desiste. Ainda mais que vendi o anel que ele me deu para pagar a passagem do avião...

Resenha:


Então.. afffffffffffffffffff..

Livro CHATOOOOO!! DEMAISSSS!


Eu achei, sinceramente, que a mocinha sofreu da síndrome de Estocolmo.. que o mocinho é um doido varrido, que a irmã dela é uma vaca e q o marido é um corno!!!

Fiquei o livro td esperando o aparecimento do grego na cadeira de rodas.. confesso q peguei o livro pra ler, motivado nesse fato.. adoro esses livros, onde o mocinho tem alguma deficiencia e é revoltadinho por causa disso.. e puft!! NA-DA!!! Fiquei o tempo toddooooooo desejando q acabasse logo, pq ja nao aguentava mais.. um porre!!!


Alice vai a Grécia se encontrar com o noivo da irmã - noivo esse, que nunca aparece - para informá-lo de que a irmã não deseja mais se casar com ele. Chegando lá, ao se hospedar num hotel e dar mole para o garçom, é sequestrada pelo mesmo que a leva para sua ilha para se vingar do tal noivo da irmã dela, a quem culpa pela morte da sua noiva. É! É toda essa embolaçao mesmo! O homem planejava sequestrar a noiva do carinha deficiente e fazer todos os tipos de maldade para se vingar dele. Acontece que quem vai no lugar da noiva é a irmã dela, Alice, que acaba sequestrada. E pior, a vaca da irmã ainda se faz de desentendida! O cúmulo! Odiei esse livro! Não Recomendo! E olha que eu gosto da Violet! Mas nesse, ela perdeu a mão. Não dou créditos para ngm!

Ponto Alto:



Alice foi para a saleta justamente quando bateram à porta. Abriu-a para que o garçom entrasse com o carrinho do jantar. Enquanto olhava para ele, teve plena consciência de sua aparência. Arrependeu-se de ter cedido ao impulso de tentar imitar sua irmã.
- A senhorita gostaria de jantar aqui? - perguntou ele, indicando uma pequena mesa oval em frente à janela do quarto.
Aquela voz! Alice lançou um olhar para ele e notou que era alto e extremamente moreno. A jaqueta branca contrastava com os cabelos castanho-claros e os olhos escuros. Ele a olhou com respeito, mas havia alguma coisa nele que a fez vibrar. Talvez porque estivesse tão pouco vestida e ele tivesse notado.
- Foi com você que falei ao telefone quando pedi o jantar? perguntou.
- Sim, senhorita. - Ele inclinou a cabeça e começou a colocar os pratos sobre a mesa. Levantou uma tampa e o aroma do moussaka chegou até Alice, despertando ainda mais seu apetite. Ela havia comido muito pouco durante a viagem.
- Venha! - ele afastou uma cadeira para que ela se sentasse, mas Alice hesitou em atravessar o quarto até a mesa, consciente da sua quase nudez. Ao contrário dos seus, que sem óculos faziam tudo parecer nublado, os olhos dele deviam ver muito bem.
Sentindo-se um pouco nervosa, Alice procurou parecer o mais natural possível. Entretanto, ao caminhar para a mesa, a ponta de seu chinelo prendeu-se na borda de um tapete que ela não havia notado. Perdeu o equilíbrio e teria despencado no chão se não fosse a agilidade do garçom, que a segurou com firmeza. Ela se sentiu presa em seus braços fortes. Seu corpo delgado estava comprimido contra o dele e aquele momento pareceu-lhe uma eternidade. Ela pôde então ver seu rosto mais claramente: moreno, anguloso e altivo; boca bem delineada e sobrancelhas negras que se juntavam acima de um nariz viril e bem-feito.
Ele lhe devolveu o olhar com uma intensidade penetrante e Alice então percebeu intenções perigosas por detrás daqueles olhos negros.

Classificação:




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...