quarta-feira, 20 de julho de 2011

Propostas Indecorosas – Amor ou Dinheiro – Natalie Rivers

 Título Original:
The Salvatore Marriage Deal
Copyright © 2008 by Natalie Rivers

Protagonistas:
Vito Salvatore e Lily Chase

Índice   Sinopse:
   Vito Salvatore tem tudo que um homem pode sonhar: riqueza, poder e mulheres. Para ele, Lily Chase é diferente das oportunistas da alta sociedade com quem costuma se relacionar. No entanto, quando ela lhe revela que está grávida, Vito se recusa a cair nessa armadilha, e a expulsa imediatamente. Mas ele exige a criança. Afinal, é preciso gerar um herdeiro para os Salvatore. Assim, Vito oferece a Lily uma união sem amor, ainda que repleta de desejo e sedução...


Resenha:

Ahhh.. eu achei bonitinho.. Não é aquele romance inesquecível, mas totalmente lível, como diria minha amiga Elen. A história teve um apelo ótimo e eu achei a história da negação do Vito totalmente cabível. Só me irritou o fato de ele demorar tanto tempo para revelar isso a ela e o fato de ela demorar tanto a perceber o óbvio. Fora isso, eu achei fofo. Mesmo!
Lily e Vito mantêm um relacionamento de 5 meses. Moram juntos e tem uma relação, aparentemente, perfeita, a não ser pelo fato de que ele seeeeempre deixa claro para ela que não será um relacionamento duradouro, porque ele não quer compromisso a longo prazo. Affffff.. Me digam uma coisa. Ele mora com a mulher. MORA! E lhe exigiu fidelidade. Isso não é um compromisso??? Não sei o que passa na cabeça desses homens.. ¬¬, maaas, tudo bem. Vamos a diante. Então, Lily é pega de surpresa pela notícia de sua gravidez. Tá! De surpresa.. Aham, senta lá, Cláudia! E vai toda contentezinha, tadinha, dar a notícia ao Vito, crente que ele ia ficar surpreso, mas não se importaria. Ledo, engano. Quando deu a notícia, ele simplesmente a expulsou de sua casa. Sem deixar ela dizer nem mais uma palavra. Daí, o que vcs, minhas queridas amigas, leitoras de romances, que conclusão vcs chegam? Isso! É isso, mesmo! Mas, só a tonta da Lily que não soma 2 + 2 e chega a conclusão do porque dessa atitude de Vito. E mais! Ele insiste que ela o traiu. Mais fácil ainda, ne? Mas, ela não pensa  fica nessa, até que ele reaparece em sua vida e lhe propõe casamento e assumir seu filho. Mas o tempo todo, deixando claro que sabe que o filho não é dele. Ele o faz para fazer feliz seu avô, que quer um bisneto a todo custo e ela aceita porque quer criar o filho junto do pai. E por falar no avô dele, ele é um velhinho muuuuuuitooo fofo. Todos os créditos da vez para ele!

Ponto Alto:

É desse jeito que eu gosto de você. Totalmente nua, coberta apenas com seu glorioso cabelo encaracolado.
— Pensei que você gostasse dele liso — forçou-se ela a responder apesar de estar chorando por dentro. Tudo o que ele via ali era uma mulher nua para compartilhar sua cama, e tudo que ela via, por sua vez, era um homem que jamais retribuiria o seu amor. — Eu sempre o alisei para você.
— Por quê? — perguntou Vito, deitando-se de costas e puxando-a consigo de modo a fazê-la montar sobre ele com os cachos pendendo até a altura dos ombros dela e junto ao seu peito amplo. — O que a fez pensar isso?
— Algo que você disse, um elogio que me fez — respondeu Lily, lembrando-se de um de seus primeiros encontros quando Vito a tinha levado para passear de gôndola. Ele a havia tomado em seus braços e passado as mãos pelo seu cabelo, dizendo que ele parecia uma alvorada refletida na lagoa num glorioso amanhecer invernal.
— Eu não me lembro — disse Vito displicentemente, ferindo-a mortalmente. Ela havia adotado o hábito de alisar o cabelo com base em palavras que não haviam significado coisa alguma para ele. — É assim que eu gosto deles agora — prosseguiu ele — selvagens e desenfreados, como você.

***

— Você nunca me trouxe aqui.
Havia um leve vinco entre suas sobrancelhas enquanto ela olhava fixamente para a vista.
—Demorou muito a nevar esse ano, e aí então você teve o problema de estômago — disse Vito. — Pelo menos o que nós pensamos que fosse um problema de estômago — emendou ele.
— Oh! Lily começou a passar a mão no cabelo, lembrando que ele ainda estava revolto depois que eles haviam feito amor no chuveiro. Ela não havia tido tempo de arrumá-lo como de costume antes de eles deixarem a cidade.
— Eu me lembro de ter dito que gostava de seu cabelo liso — flagrou-se Vito dizendo. — Ele fica com um belo brilho quando você o alisa.
Lily estava olhando para ele, os olhos arregalados de surpresa com a confissão.
— Então por que me disse que não gostava dele alisado? — perguntou ela.
— Eu não quis dizer isso — respondeu Vito, repentinamente desejando não ter tocado no assunto. — Só o prefiro encaracolado.

Classificação:

bom blog


ursinho_doente

4 comentários:

Suelen Mattos disse...

Me digam uma coisa. Ele mora com a mulher. MORA! E lhe exigiu fidelidade. Isso não é um compromisso???

Cooom certeza é. Cada uma desse mocinhos.... ou deveria dizer "dessas autoras"??? ahuahuahuahauhau

Ah, eu adoro um vovô fofinho na história, hehe. Geralmente eles se tornam fortes aliados da mocinha, hehe!!!

Bjs!!!

Suelen Mattos disse...

Oie (de novo, hehe)!!!! Tem um montãããão de selinhos pra vc no Romantic Girl:

http://su-romanticgirl.blogspot.com/2011/07/muitos-muitos-muuuuitos-selinhos.html

Bjs!!!

Fênix27 disse...

Olá, estou chegando agora, admiro seu gosto e fas muito bem estar neste mundo,pois é tambem cultura.Muito legal seu post, parabens pelo trabalho e já sou seguidora.
Felicidades.
http://wwwavivarcel.blogspot.com/

Alinne Lopez disse...

Oi
Adorei o seu blog, muito fofo.
Muito bom o post. Não gosto muito desses livros de banca, só li uns 3.
Tem alguns antigos que são ótimos como Os Anjos não mentem e Borboleta.
Já estou te seguindo.
Bjos.

http://booksedesenhos.blogspot.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...