quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Maratona de Banca - Fevereiro: Passado Imperdoável - Lucy Gordon

Maratona de Banca - Fevereiro

Tema: Vingança
Livro Escolhido: Passado Imperdoável - Lucy Gordon

Adorei o livro. Achei bem legal. Achei o motivo da vingança bem plausível. Só senti falta mesmo, da vingança! hahahaha...

Título Original:
The Italian´s Passionate Revenge
Copyright © 2008 by Lucy Gordon

Protagonistas:
Vincente Farnese e Elise Carlton

Sinopse:

Viúva, Elise Carlton mal pode esperar para ter sua liberdade. Anos como esposa troféu a deixaram desconfiada e reservada. Mas existe apenas um homem a quem ela não é imune... Vincente Farnese é rico e arrasadoramente lindo, um italiano moreno e tentador... Mas seu interesse em Elise não é coincidência. O que ela fará ao descobrir que tudo faz parte de um impiedoso plano de vingança?


Resenha:

Estava com saudades de um bom livro de vingança e adorei esse livro, por ser bem leve  e descomplicado, mas talvez, por estar tão ansiosa por uma boa vingança, senti falta de um pouco de crueldade por parte do Vincente. Assim que ele a encontrou, logo se encantou pelo jeito de Elise e a vingança passou para segundo plano... e depois para terceiro, quarto e simplesmente, não veio. Também achei que deram pouca ênfase para o bebê. Não sei se porque eu gosto de histórias com bebezinhos, não gosto quando o deixam de lado. Dei três estrelinhas.

Vincente vai atras de Elise, cobrar uma dívida a qual ele considera devedora. No passado, Elise teve um grande amor e o abandonou para se casar com outro. Anos depois, eu marido morre e ela cai facilmente nas garras de Vincente Farnese, homem cruel que a considera culpada de um crime. No entanto, é ele quem se vê preso em uma armadilha de desejo. Ele logo se encanta com o jeito de Elise e a vingança passa a não fazer mais tanto sentido. Créditos para a mãe de Vincente.

Ponto Alto:


— Por que você está me olhando assim? — perguntou Elise.

— Fico me perguntando em que você está pensando. Em mim ou em sua carreira?
— Falando assim, seria capaz de pensar que você está com ciúme.
— Digamos que eu seja possessivo. Quero você para mim. Nun­ca tente me colocar de lado.
— E se colocar?
— Não deixarei.
— Mas, se eu quiser abandoná-lo de verdade, a decisão será minha.
— Não, cara. Quando e onde nosso relacionamento acaba sou eu que decido. Nunca esqueça disso.
Ela saiu da cama e procurou o roupão, mas, antes que conseguis­se pegá-lo, o tecido foi puxado e atirado num canto, e os dedos de Vincente pegaram o pulso dela.
— Solte-me agora — disse Elise, sem fôlego.
— Só quero conversar. Há coisas que precisamos esclarecer.
— Eu disse para me soltar. — Ele a ignorou e trouxe para perto de si.
— Não lute comigo, Elise — murmurou Vincente. — Nunca lute comigo. Você não pode vencer. Eu não deixo. Não se engane. O que quer que aconteça, a decisão será sempre minha.
— Nunca — rebateu ela. — Você não é meu dono nem me controla.
— Tem certeza?
— Você está se iludindo. Solte-me agora.
Quando teve certeza de que ela sabia que a resistência seria inú­til, Vincente a soltou e ergueu as mãos para os seios de Elise, que já estavam prontos para ele. Por mais que negasse, ela estava ardendo, desejosa pelas carícias dele. Mas, quando elas vieram, foram leves, como se ele não houvesse entendido a mensagem.
Elise olhou para Vincente, furiosa com a própria nudez e com a dele, mais irritada ainda pelo fato de seu peito subir e descer com desejo e ela não conseguir disfarçar.
Vincente baixou a cabeça e passou os lábios sobre a pele dela. Onde tocava, deixava em brasa. Depois, Elise sentiu o toque de sua língua e um gemido escapou, ainda que se esforçasse ao máximo para silenciá-lo.
Então, percebeu que ele a estava mudando de posição, virando-a de costas e acariciando sua coluna. A boca de Vincente seguiu as mãos, que desciam até a parte inferior das costas. A pele de Elise se arrepiava como nunca antes. Era um ótimo sentimento, mas ela queria se virar para encará-lo. Aquela posição a deixava indefesa.
Logo se esqueceu de tudo, a não ser do que ele fazia com ela. De repente, deixou escapar um som que era quase um grito. Vincente descobrira um local atrás de seu pescoço que detonava violentas on­das de doçura e calor pelo corpo de Elise. Nunca pensara ser aquele um ponto especialmente sensível até então.
Deixe acontecer, pensou Elise, enlouquecida. Seria uma vitória dele, mas ela não estava mais preocupada com isso.
Tudo nela queria gritar: Agora! Mas conseguiu se segurar, derre­tendo por dentro. Ela o queria em seu corpo, no seu corpo, levando-a ao clímax arrebatador.
Graças a Deus, ele também chegara ao limite! Ela sentia a excitação de Vincente. Como Elise, ele estava chegando a um ponto em que era impossível manter o controle. Ela se preparou para permitir sua entrada, ansiando pelo momento em que ele a con­quistasse, ao mesmo tempo que ela o faria. Seria uma espécie de doce vingança.
Mas, em vez de prosseguir, ele a beijou castamente, tocando-a de leve com os lábios.
— Boa noite — sussurrou Vincente. — Durma bem.
Saiu rapidamente da cama, apanhou as roupas e deixou o quarto.




— Desculpe — sussurrou Elise. — Nunca soube... Tentei lhe dizer... Eu escrevi, mas você não chegou a ler a carta. Se pelo me­nos estivesse aqui para que eu pudesse lhe falar. Não queria ser a mulher de Ben, nem de Vincente. Era com você que queria me casar. Mas agora...

Ela levou a mão ao estômago.
Vincente, observando-a de longe, viu tudo o que não queria ver. Elise estava implorando o perdão de Ângelo por estar carregando o bebê dele.
Ele se virou com um gosto amargo na boca.


Classificação:






2 comentários:

Nathal Sant disse...

Oi LU
passei para ver as novidades, estou sem pc em casa ainda, por isso ando lenta. Olha tem promoção nova no blog, passa lá.
Gostei desse livro, talvez eu vá ler, se encontrar chance. Bjss
Nathal
http://mromances.blogspot.com

ulisses sebrian disse...

Olá, tudo bem. Meu nome é Ulisses Sebrian e sou escritor. Vim te apresentar os meus livros. Estão disponíveis para ler nesse link. http://migre.me/dUvmP
Ou se preferir entre em meu blog e na barra lateral tem as capas dos livros basta dar um clique na foto e ler. http://truquedevida.blogspot.com.br/ Obrigado e muito sucesso e felicidades para você.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...