sábado, 8 de junho de 2013

Dias Felizes - Kate Hardy

Título Original:
Temporary Boss, Permanent Mistress
Copyright © 2009 by Kate Hardy

Protagonistas:
Jakob Andersen e Lydia Sheridan



Sinopse:


Frio e implacável nos negócios...

O imperturbável Jakob Andersen gosta de trabalhar com extremos, e as gélidas planícies da Noruega combinam com seu estilo. Mas com Lydia Sheridan acompanhando-o, o clima poderá mudar...
Quente e irresistível na paixão!
Jakob quer um affair de uma semana, e Lydia vê sua resistência enfraquecer. É difícil continuar a recusar quando seu corpo deseja tanto se entregar! Pode ser necessário mais que uma semana para aquecer o coração magoado de Jakob... Porém, movidos pela paixão, tudo é possível!


Resenha:

Frio! Frio, frio e mais frio! Gente, quase congelo lendo esse livro! Noruega, gente! Hotel de gelo! Aurora Boreal! Nossa! Eu, como boa carioca que sou, acostumada com sol até no inverno, me vi colocando meia nos pés para terminar de ler esse livro.. hahahaha.. Bom, falando do livro, eu estava atrás dele há um tempão, então acho que criei muita expectativa, mas no fim, acho que me despontei um pouco. Não foi tudo que eu esperava, mas ainda assim, é um bom livro. Dá para recomendar.

Lydia tem talento para arte, mas por causa dos pais, se vê obrigada a cursar direito, o que a faz trabalhar na empresa de Jakob Andersen. Ele a deseja, mas nunca se atreveu a se sproximar, até o que o destino os pôe juntos numa viagem de negócios. Sozinhos na Noruega, Jake decide mostrar a ela as belezas de seu país para que ela possa utilizar sua arte, já que quer abandonar a carreira de advogada para pintar. Em meio ao frio, não resistem e fazem um trato de um caso de uma semana, já que Jake não pode não pode oferecer nada mais a uma mulher devido ao segredo que esconde.

Ponto Alto:

Lydia disfarçou rapidamente a expressão que mantinha no rosto, mas Jake notou a tristeza que ela exibiu no olhar.
— Quem quer que seja esse homem, ele realmente a magoou. — Jake acomodou-a em seu colo e envolveu a cintura de Lydia com os braços.
— Não sei o que quer dizer.
— Sim, você sabe. Mas eu percebi que ainda não está preparada para conversar sobre isso. — Assim como ele ainda não estava preparado para falar sobre as mágoas do seu próprio passado. — Então, deixe-me fazer-lhe uma pergunta. Você confia em minha avaliação?
— Sua avaliação?
— Minha avaliação profissional — ele esclareceu.
— Sim.
— Eu sou o mesmo no mundo dos negócios como sou na vida pessoal.
— Eu só tenho a sua palavra quanto a isso — ela o lembrou.
— E confia em minha palavra?
— Depende de onde você quer chegar com isso.
Jake suspirou.
— Certo, Lydia, vou lhe dizer como eu a vejo. Você se esconde atrás de um terninho formal, mas seu corpo é extremamente voluptuoso e seus lábios possuem o tipo de sensualidade que faria qualquer homem desejar beijá-la até fazê-la perder o fôlego.
— Isso não é ser sexy — ela zombou.
— Claro você não é do tipo que usa mini-blusas e saias que praticamente revelam sua calcinha para o mundo inteiro... Mas isso não é ser sexy. É muito evidente. Até mesmo deselegante.
Lydia enrubesceu.
— O que é sexy — Jake continuou — é ver uma mulher inteligente e serena acomodada à mesa de uma sala de reunião, e saber que, a portas fechadas e em meus braços, eu verei a mulher que ninguém mais poderá ver. Alguém que é quente e sensual. Alguém que está tímida nesse momento, mas que depois irá se abrir um pouco mais para mim e me dizer exatamente onde quer ser tocada e beijada.


Classificação:








LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...