terça-feira, 6 de setembro de 2016

Olhar da Paixão - Prisioneira do Amor - Chantelle Shaw

Título Original:
Captive in his Castle
Copyright © 2013 by Chantelle Shaw

Protagonistas:
Drago Cassari e Jess Harper
Sinopse:

Capturada pelo inimigo.
Drago Cassari seria capaz de apostar sua fortuna para provar que Jess Harper é uma ladra e uma mentirosa. Para proteger sua família, ele precisa mantê-la por perto. Mas a presença da indomável Jess em seu palazzo logo começa a afetá-lo. Drago
sabe que é pura tolice, seu sangue, porém, ferve toda vez em que ela está por perto… Drago é um paraíso e um inferno ao mesmo tempo. Até que as noites incríveis dão lugar à dura realidade quando Jess se descobre grávida. Agora, ela estará ligada ao
arrogante italiano, e aos pecados de seu passado, para sempre.


Resenha:

Eu gostei. Não é um livro inesquecível, daquele que a gente tem vontade de ler de novo daqui  algum tempo, mas é bem fofinho. Eu adorei o Drago, porque, no fim das contas, ele não é nenhum ogro. No meu entender, ele se apaixonou de cara pela Jess, apesar dessa história de achar que ela era uma criminosa - aquele clichê - e tudo mais. Gostei do fato de a Jess não ter um trabalho usual. E gostei do fato de eles se envolverem logo. A gravidez acabou meio que sobrando na história, pois não foi o foco e eu até gostei. Acho que foi mais o caso de fazer a comparação com seus passados. Ele já estava mesmo apaixonado por ela e arranjando meios de prendê-la ali com ele. Eu também achei o casamento lindo! A narração conseguiu me fazer sentir em um dos banquinhos da capela. Só achei muito triste, porém muito realista, o fato de a Jess não ter reencontrado com a sua filhinha no fim. Mas a vida real não é um conto de fadas e acredito que a autora quis estar o mais próximo da realidade possível. Quanto ao passado do Drago, da forma como foi narrado, eu fiquei achando que a ex não contou sobre a gravidez para ele porque o filho não era dele. É a única explicação possível para a forma bizarra como aconteceram as coisas. Leiam e depois, deixem aqui a opinião de vocês. Dei três estrelinhas.

Jess tem uma empresa de decoração e trabalha colocando as mãos na massa. Para ajudar um amigo, ela decide dar um emprego para ele sem aber que este era um milionário. Angelo, o amigo, sofre um grave acidente e sua família manda chamá-la, já que ele em seu estado inconsciente, chama por ela. É onde entra Drago, que vai buscá-la e descobre que ela pode estar envolvida no "sumiço" da herança de seu primo. O problema é que ele não consegue não desejá-la. Créditos para o casal. Adorei os dois.


Pontos Altos:

"– De agora em diante, você vai dormir no quarto anexo ao meu. Não tem uma varanda, de modo que não será capaz de tentar outra fuga – murmurou ele sardonicamente. – Eu também providenciei para que algumas roupas fossem entregues para você, uma vez

que as suas estão no fundo do canal.

Jess decidiu não apontar que era culpa dele que ela perdera todos os seus pertences. Drago não mencionara a ameaça que fizera na noite anterior, de entregá-la à polícia, e era melhor não o antagonizar. Uma vez que Angelo tivesse recobrado a consciência e explicado que não lhe dera dinheiro algum, Drago iria lhe dever um pedido de desculpas, mas por enquanto, considerando que ela não tinha um passaporte, não havia escolha, senão permanecer na Itália com ele.

– Obrigada – murmurou ela. – Se você me der a conta das roupas, é claro que eu as pagarei.

Ela parecia sincera e tão inocente. Drago estreitou os olhos. Suas suspeitas sobre Jess estavam erradas? Mas existiam evidências contra ela. Angelo contara à tia Dorotea que dera seu fundo da herança para Jess, e o investigador particular confirmara que ela tinha uma ficha criminal por fraude.

– Você não precisa pagá-las. As roupas me pertencem.

Os olhos verdes se arregalaram.

– Ou eu ficarei ridícula, usando roupas feitas para um homem de mais de 1,80m, ou você é um travesti.

Drago jogou a cabeça para trás e riu.

– Prometo que eu não tenho

inclinação para me vestir em roupas de mulher e saltos altos."



***



"– O médico acredita que você pode ser a chave para que Angelo recupere a memória – disse ele. – O fato de que ele se lembra de você, mas não do acidente, significa que a amnésia é parcial, e se você continuar falando com ele talvez consiga que a memória de Angelo volte por completo.

Mas até que a memória dele voltasse, ela ainda estava sob suspeita aos olhos de Drago e de outros membros da família de Angelo, que acreditavam que ela o convencera de lhe dar sua fortuna, pensou Jess com pesar.

– Pode levar dias ou mesmo semanas antes que ele recupere a memória. Você não pode esperar que eu fique em Veneza por tempo indefinido.

– Isso é exatamente o que eu espero – disse Drago friamente. – A mente de Angelo sabe que você é amiga dele. Quando a memória retornar, ele poderá explicar por que disse à mãe que deu a você seu fundo de herança, e a verdade

da questão será revelada. Mas até lá você ficará no Palazzo d’Inverno como minha hóspede.

– Como sua prisioneira, você quer dizer – afirmou ela com raiva. – Hóspedes normalmente não são trancados em seus quartos. Por mais que eu queira ajudar, não posso abandonar meus negócios. Lamento, mas preciso voltar para Londres.

As sobrancelhas de Drago se arquearam.

– Como pretende fazer isso sem passaporte ou dinheiro?

– Suponho que terei de ir à

Embaixada Britânica e reportar que

perdi meu passaporte.

– Você nem mesmo tem dinheiro para pagar um táxi até o aeroporto, muito menos uma passagem para Londres – apontou ele. – Devia estar grata que eu lhe ofereci um lugar para ficar.

– Grata? Eu preferiria arriscar minhas chances num buraco de cobras a ficar hospedada com você. – Furiosa, o tom de voz de Jess aumentou, enquanto ela esquecia que eles estavam do lado de fora do quarto de Angelo. – Você é um ditador egoísta... – Ela parou e arfou quando um braço forte rodeou sua cintura, e ele a puxou contra si.

– E você tem a língua de uma víbora –

murmurou Drago, antes de silenciá-la com um beijo punitivo, designado a provar seu domínio.

Determinada a não responder, Jess fechou os lábios, mas seus sentidos foram inundados pelo aroma tentador da colônia pós-barba e pelo delicioso roçar do rosto liso contra o seu. Ele provocou-lhe os lábios com a língua, até que, com um gemido, ela os abriu, entregando-se ao beijo e tornando-se prisioneira da paixão dele. Mas Drago também era um escravo da química explosiva entre os dois, percebeu Jess quando ele pressionou-a contra suas coxas, de modo que ela sentisse a

ereção poderosa.

Ele estava ofegante quando afastou a boca da sua.

– Madonna, eu acho que você deve ser uma bruxa. Está me enlouquecendo. Meu primo está numa cama de hospital, entretanto, tudo que posso pensar é em como você é linda e no quanto eu a quero."



***



"– COMO ASSIM, ela não está aqui? – perguntou Drago, descontando sua fúria na pobre criada que descera para lhe dizer que signorina Harper não estava em parte alguma do palazzo ou do

jardim.

Pondo sua pasta no chão de mármore do hall de entrada, ele passou os dedos pelo cabelo e descobriu que sua mão estava tremendo. Medo estava

rapidamente substituindo a raiva que o dominara quando ele recebera um telefonema de Fico, dizendo que Jess tinha aparentemente sumido."




***



"ELES SE casaram numa igreja pequena e bonita, que ficava numa ruazinha estreita que poucos turistas tinham descoberto. Jess ficou surpresa, porque tinha esperado que o casamento acontecesse num cartório, e ficou ainda mais surpresa quando a mãe de Drago

encontrou-a à porta da igreja e deu-lhe um lindo buquê de rosas cor de creme.

– Eu não tinha ideia de que meu filho

era um romântico incurável – disse Luisa. – Ele pediu que eu lhe dissesse que escolheu estas para combinar com seu vestido.

Jess engoliu o nó que se formou em sua garganta.

– Elas são perfeitas. – Seu vestido de noiva cor de marfim era uma criação de conto de fadas, feito pelo estilista Torre Umberto. As linhas soltas do modelo caíam bem em sua figura delgada, e o corpete coberto de cristais brilhava no sol de um dia veneziano de verão.

Mas a maior surpresa veio quando ela entrou na igreja com Fico e viu Mike, Gaz e o resto de seus funcionários da

T&J Decorações reunidos nos bancos.

– Drago arranjou para que seus amigos viessem – disse Fico num

sussurro. – Ela falou que isso a deixaria feliz.

Quando chegou ao altar e ergueu os olhos para o rosto bonito de Drago, Jess sabia que estava mais feliz do que já estivera na vida... e o pensamento apavorava-a. Nos anos difíceis de sua infância, nunca imaginara felicidade como essa, e sentia que não merecia aquilo.

Drago não a amava, lembrou a si mesma. Mas a expressão gentil nos olhos escuros quando ele pegou-lhe a

mão e a cerimônia começou, encheu-a de esperança que eles podiam fazer o casamento dar certo.

E pura alegria inundou seu coração quando Drago deslizou uma aliança de ouro no seu dedo e seguiu-a com um lindo anel de diamante e esmeralda no formato de uma flor."

– O solitário era muito grande e ostentoso para você – murmurou ele. – Este é muito mais adequado para a sua mão, e as esmeraldas combinam com a cor de seus olhos.


Classificação:











LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...